Clínica Cirúrgica

operating%20room

CLÍNICA CIRÚRGICA

 


 

Cirurgia provém do latim chirurgia, que o tomou do grego kheirourgia, de kheír, mão + érgon, trabalho. Etimologicamente, portanto, cirurgia significa trabalho manual, arte, ofício, no qual se empregam as mãos para a sua execução. Entende-se, assim, o seu uso em medicina para designar os procedimentos terapêuticos que exigem trabalho manual. De acordo com os melhores léxicos, especializados ou não em termos médicos, define-se cirurgia como o ramo da medicina que se dedica ao tratamento das doenças, lesões, ou deformidades, por processos manuais denominados intervenções cirúrgicas.

Os melhores cirurgiões reconhecem as limitações da tecnologia, da ciência e do talento humano. Entretanto, não admitem limites para a busca pela verdade, não admitem imposições, não se esquivam da possibilidade do erro. Este decorre da enorme capacidade de pensar e agir a que se submetem, e da necessidade de agir intuitivamente em determinadas situações. Os cirurgiões vivem num mundo à parte, à margem do cotidiano. Supõe-se que sejam mais fortes, controlados e impassíveis, capazes de suportar o desgaste físico e psicológico. Seria pretensão ter certeza de que se comportam desta forma, mas, em verdade, pode-se pensar que eles refletem estas características nas pessoas, e que, de certa forma, é bom que seja assim. De fato, são a coragem, tolerância e a compaixão que eles demonstram de uma maneira peculiar, própria da profissão, que são confundidas com arrogância, empáfia e impiedade. Uma visão mais detalhada daquelas virtudes é essencial para compreensão das atitudes dos cirurgiões, e para o entendimento de que o ato de operar exige que o médico desenvolva estas qualidades e valores indispensáveis à profissão.

Atos operatórios são os passos fundamentais e que devem ser seguidos durante um procedimento cirúrgico. São eles: diérese, exérese, hemostasia e síntese.

Diérese – é o rompimento da integridade tecidual com penetração no interior dos tecidos e atingindo áreas anatômicas de interesse do cirurgião.

Exérese – é a manobra cirúrgica pela qual é retirada parte ou todo o órgão ou tecido, constando muitas vezes no objetivo da cirurgia.

Hemostasia – é a contenção do sangue no leito vascular. Os métodos de hemostasia são: compressão (com gaze), pinçagem (com pinça hemostática Kelly), ligadura (quando rompe um vaso, então ele é pinçado e é feita a ligadura com os fios de sutura), termocoagulação (usa o bisturi elétrico, que corta e ao mesmo tempo cauteriza ou coagula aquele sangue) e substancias hemostáticas (adrenalina, cera para osso, esponja de fibrina –  geofoan, hemospon, viatmina K, etc).

Síntese – também chamada de sutura, é conjunto de manobras que visa aproximar os tecidos divididos ou separados durante os atos cirúrgicos de incisão ou divulsão. É importante a correta relação dos tecidos durante e após a sutura, pois facilita a reparação tecidual, auxilia a hemostasia e diminui a possibilidade de espaços mortos (espaço formado pela não observação da continuidade dos planos, que tardiamente vai gerar tecido fibroso e uma cicatriz). Para isso, utilizamos o porta agulha, pinça cirúrgica (pinça de Adson), tesoura cirúrgica para sutura e fio de sutura.

Em todo trabalho cirúrgico o que está em jogo é a vida: o cirurgião se coloca entre a doença e a morte. Retórica, disciplina, imanência, temperança, polidez, desprendimento, perseverança, trabalho, metodicidade, liderança, amizade, lealdade, justiça, humildade, alteridade e simplicidade estão presentes em cada procedimento cirúrgico. Virtudes reconhecidamente importantes à formação moral de qualquer ser humano. Costuma-se afirmar que não vemos o mundo como ele é, mas como nós somos. Na verdade vemos o mundo como nos ensinaram, e, por isso, que OS PROFESSORES DE CLÍNICA CIRÚRGICA são tão importantes na formação médica. Eles nos ensinam estas qualidades, as demonstrando aos seus discípulos, alunos e residentes. A admiração que surge quase que incondicionalmente por estes mestres não ocorre porque eles sejam perfeitos, nem tanto pelos seus feitos médico-cirúrgicos, mas pelo seu caráter, coragem, compaixão, tolerância e por sua liderança. A oportunidade de compartilhar conhecimento, dúvidas e questionamentos com eles é um privilégio e uma honra.

MUITO OBRIGADO Á TODOS MEUS MESTRES E PROFESSORES DE CIRURGIA.

Deixe aqui seu comentário, dúvida e/ou sugestão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: